Solilóquio



Com referenciais desencontrados
e uma lógica pra lá de caótica
ele segue solto pela vida.

No seu passo
eu tropeço, não me acerto,
eu me assusto e me perco.

Tento mudar meu enfoque,
ver o mundo meio fora do prumo...
Quem sabe de trás pra frente
talvez reinventando o tempo
de algum jeito a gente se entende?

Nina Victor



2 comentários:

Vivi Bastos disse...

Adorei essa imagens com os espelhos desencontrados e o texto captou bem esse viés.

Estou viciando nisso aqui!!

Nina Victor disse...

Obrigada, Vivi!
Eu me divirto muito com este blog e penso que o Helio também...
Beijo! :)