Destempero



by SubterfugeMalaises


Eu, farta de iguais e semelhantes
travo as palavras e escondo o olhar.
Recolham-se as rosas e com elas
a passividade absurda dos desejos sem-graça.
Tragam-me o vinho, a vida, a verdade;
o sexo, o suor, a saciedade.
Não quero mediadores:
quero Babel, quero o caos.
Dezesseis na veia
pra renascer em paz.

Nina Victor





2 comentários:

Helio Jenné disse...

Tragam-me o vinho, a vida, a verdade;
o sexo o suor, a saciedade"

Esse texto é maravilhoso, Nina! Você se superou mais uma vez. Essa é a verdadeira poesia! Parabéns!

Nina Victor disse...

Exageradíssimo!!! :P
Mas mesmo assim, obrigada, Jenné! :)